Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

AS SEMELHANÇAS

Hitler escreve no Mein Kampf, com espantosa sinceridade: "A alma da massas só se mostra acessível senão a tudo o que é integral e forte. Da mesma maneira que a mulher é pouco atraída por raciocínios abstratos, experimentando indefinível atração sentimental por uma atitude cabal e se submetendo ao forte enquanto domina o fraco, também a massa prefere o mestre ao suplicante, e sente-se mais segura graças a uma doutrina que não admite constestações, do que outra que emprega uma tolerância liberal. A tolerância provoca-lhe um sentimento de abandono: não tem o que fazer com ela. Mas desde que se exerça sobre essa massa um impudente terrorismo intelectual, que se disponha da sua liberdade humana, isso lhe passa despercebido, e ela não pressente nada de errado na doutrina. Não vê senão as manifestações exteriores, fruto de uma força deliberada e de uma brutalidade a que essa mesma massa se submete sempre..."

Convém notar a semelhança com a "cartilha" de um certo Bispo:
O mais interessante disso tudo é notar que, nas religiões, seitas, cultos e esoterismo / esquizoterismo o culto ao Führer (o ser aglutinador, infalível, o Messias que vem nos salvar da nossa mediocridade e em quem deve-se depositar toda a nossa confiança sem questionamento) assume as mais diversas faces, mas está sempre presente, de forma tão eficaz quanto nos anos 30.

Nenhum comentário:

Postar um comentário