Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

sábado, 29 de janeiro de 2011

OS SOCIALISTAS MATARAM MAIS JUDEUS QUE O REGIME NACIONAL SOCIALISTA... E TENTAM SE PASSAR POR VITIMAS JUNTOS


“Lembrar as vítimas de Auschwitz
é lembrar todos os perseguidos por ditaduras”.
*Palavras de Dilma Rousseff
que iniste em relembrar seu passado,
que ela mesma escolheu,
e, ao contrário de milhares de judeus,
continua viva e é hoje a presidente do Brasil.




Enquanto fez seu  discurso de uns 20 minutos mais ou menos,  Dilma Rousseff se baseou  em comparações entre   ditaduras e o extermínio dos judeus durante o Holocausto.   Em seguida, o presidente da Confederação Israelita do Brasil, Claudio Lottenberg, ao concordar, soltou um  “A senhora sabe melhor que todos o que significa ser torturada e ter os seus direitos de expressão subtraídos".  



Tortura e perda dos direitos de expressão ?  Parece que o presidente da Confederação Israelita do Brasil,  tanto quanto Dilma,  tenta  convencer os desavisados de que o Holocausto se limitou a muito pouco.   



Embora o sofrimento seja inegável nos dois casos, são coisas bem distintas. Dilma, Ziraldo, Gabeira, Carlos Minc e outros escolheram o terrorismo-guerrilha no Brasil. “Enfeitaram” sua juventude com a tentativa de substituir a ditadura militar pela ditadura socialista, como afirmou um de seus comparsas na entrevista à Revista Piauí em 2088.    Mas, enquanto tortura é tortura,  ditadura é ditadura.




Tais comparações  evidenciam a  principal  diferença  entre a ditadura militar e o holocausto.    Dilma e os outros, que estão se fartando com os louro$$$ de seu atrevimento juvenil,  ESCOLHERAM a vida de terroristas-guerrilheiros.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário