Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

quinta-feira, 28 de abril de 2011

MENTIRAS PETISTAS

É comum os leitores – até os que compartilham de opiniões semelhantes as nossas – dizerem que “pegamos no pé” dos petistas gratuitamente. A parte do “pegar no pé” é correta, agora, não é uma implicância gratuita. Os discursos e ações do Partido dos Trabalhadores mostraram que eles agem com método.
Diariamente ouvimos versões e mais versões fantasiosas sobre o que acontece no país. A tática é simples, mentir, mentir muito, ininterruptamente, “diuturnamente e até noturnamente” como diria a ‘presidenta’, de modo a impedir uma apuração clara sobre os fatos. Eles buscam confundir, soterrar a população de promessas, falácias, para, enfim, manter-se no poder. Parece exagero o que digo?
Ontem o Gravz, ao comentar uma notícia da estatal EBC sobre a dívida externa brasileira, afirmou que Lula e Dilma MENTIRAM ao dizer que essa dívida foi paga. Ele tem razão, os dois MENTIRAM com relação a essa informação. O Brasil quitou a dívida com o FMI, o que não quer dizer que tenha quitado TODA A dívida externa.
Pois bem, o leitor Gabriel  de Fortaleza-CE afirma que os dois nunca mentiram e que SEMPRE falaram que a dívida paga era a do FMI. Ele tem todo o direito de contradizer o texto, o problema é que dificilmente alguém vai atrás do fato e apresenta provas disso. No fim tudo vira mais uma versão.

O FATO REGISTRADO
No dia 6 de setembro de 2009, o então presidente Lula foi à TV entoar loas ao seu governo. Pra não variar, despejou um monte de informações erradas e pouca gente na imprensa contestou. Uma dessas informações foi a de que o Brasil teria quitado a dívida externa.  Já na campanha de 2010, depois de difundir largamente a informação errada, e confundir boa parte do colunismo político, o PT veiculou novos materiais dizendo que a dívida paga era a do FMI. Mas aí a história já havia sido propagada e a confusão estabelecida.
Abaixo reproduzimos um trecho do pronunciamento de 6 de setembro de 2009. Como é um pronunciamento oficial, deduz-se que este foi revisado e corrigido antes de ser veiculado. Logo, é uma mentira proposital.


A MENTIRA COMO MÉTODO
A falácia petista não é novidade, o problema é que ela foi assimilada e passou a ser encarada como algo natural do jogo político. Na prática, àqueles que deveriam agir de modo a preservar a integridade das informações passam a ser agente de legitimação de um estelionato.
Nesta madrugada (27), ao comentar a mudança de discurso com relação às privatizações dos aeroportos, o repórter e comentarista político do Jornal da Globo, Heraldo Pereira emitiu a seguinte opinião: “A realidade da prática de governar é assim mesmo. Os discursos ideológicos acabam sendo deixados de lado”.
Quando um jornalista abdica de sua função de apurar – e, pasmem (!), até contradizer -, e passa a admitir o engodo como prática comum, é sinal que as coisas já tomaram um rumo perigoso.
Abaixo publicamos mais um vídeo, gravado em setembro de 2010 durante a 8ª Agrocana em Sertãozinho (SP). Desta vez Lula discorre sobre as maravilhas da indústria brasileira do álcool combustível. Notem que nesse caso ele TAMBÉM LÊ UM TEXTO previamente preparado para a ocasião. O texto é primário, em determinado momento diz que “a indústria brasileira do álcool combustível é a mais eficiente, e a mais competitiva de todo o planeta Terra”. Hein?! O que mudou nos últimos 7 meses para o Brasil recorrer à importação de álcool para suprir a demanda nacional?



A lista é longa, e nosso trabalho está só começando. Já que a lógica foi subvertida, e parece tão difícil assimilar a maioria dos fatos, tentaremos ilustrá-los. Quem sabe desenhado a patrulha entende

Nenhum comentário:

Postar um comentário