Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

sexta-feira, 29 de maio de 2015

HANG OUT - BRASIL SEM COMUNISMO

terça-feira, 19 de maio de 2015

LENDAS E MITOS


Uma das mais misteriosas personagens das estórias do povo norte - americano é o lendário Pé - Grande.
O misterioso personagem, do mesmo time do abominável Homem das Neves, é pesquisado e caçado há séculos por crentes indivíduos, que munidos com engenhocas de elevada tecnologia se empenham na sua busca.
Em quase todas as florestas americanas aventureiros, estudiosos e outros curiosos vasculham densas matas na tentativa de ao menos vislumbrar a cabeluda figura.
Eventualmente, entrevistam indivíduos que teriam cruzado com a misteriosa criatura. Existem fotos bastante polemicas que analisadas, infelizmente, não esclarecem o assunto.
Assim, apesar do decorrer de longos períodos, a lenda do Pé - Grande permanece insolúvel.
Muitos acreditam que o lendário personagem exista, e de seu esconderijo por vezes saia para buscar alimentos ou até para esticar o seu vasto corpanzil.
Aqui no Brasil, temos diversos arremedos do Pé - Grande, nada metafórico como o Saci Pererê, nem como a Cuca e outras lendas do folclore nacional, frutos da imaginação popular, contudo encontramos entre aquele personagem e o nossa metamorfose ambulante - o imbatível molusco - muitas similaridades.
Ambos, juram os populares, existem.

É impressionante como circulam estórias acintosas envolvendo o ex - presidente com as mais cretinas canalhices, com maracutaias palpáveis, e, no entanto, apesar de sua existência não ser fantasmagórica, ninguém consegue prendê - lo.
No Brasil, assim, como nos EUA, temos o nosso Pé - Grande, figura visível, esporadicamente, contudo, parece algo abstrato, capaz de façanhas incríveis, como mentir escandalosamente, atuar como um majestoso canastrão teatral, prejudicar, afundar, desmoralizar, mas que por sua origem fantasmagórica, nada sofre.
É um camaleão? Um polvo? Conhecidos por sua capacidade de camuflar - se quando necessário?
Volta e meia algumas pessoas alegam ter visto de relance o Pé - Grande, da mesma maneira o seu aparentado o abominável Homem das Neves, por aqui é comum alegarem que o metamorfose é fruto da imaginação popular, é o sonho dos canalhas e patifes, que teriam criado uma figura alheia à justiça e que sempre se daria bem em quaisquer circunstancias.  
Em alguns fugazes instantes, breves notícias incluem o nosso melífluo mito em uma infinidade de patifarias, porém por artes do demônio, a trefega figura escorrega por entre os dedos dos que o acusam, e ele prossegue serelepe o seu destino.
Dizem que na atualidade o ignóbil molusco reúne os seus acólitos para que o planejem como presidente vitalício a partir de 2018.
Como a maioria dos incrédulos nacionais, não acreditamos que a metamorfose seja um ser abstrato, porém que é a imagem concebida por jeitosos brasileiros que na sua torpe ilusão idealizaram uma espécie de marginal sem freios, sem caráter, sem consciência e livre de qualquer sanção.
Para os pessimistas, o molusco é como o Macunaíma, que além de indolente, conduzia os seus atos movidos pelo prazer terreno. “Um herói sem nenhum caráter”. 
Para os céticos, a comparação é demeritória para o Macunaíma, pois o molusco sem sombra de duvida não tem o menor caráter, mas chamá - lo de herói é desmoralizar todos os personagens que pela sua existência de feitos relevantes foram cognominados como HERÓIS.
Brasília, DF, 120de maio de 2015.
Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

segunda-feira, 18 de maio de 2015

BRASIL....ESTÁ DIFICIL!



O país dentro de um cenário de avanço sem obstáculos do socialismo petista ou Neo - socialismo, como queiram denominar tal colcha de retalhos política ou projeto de poder implementado sobre a sociedade brasileira, inicialmente, mas nos últimos anos sobre o continente americano via Foro de SP, mostra diariamente o tamanho do estrago já promovido pela revolução socialista em curso.
Esse estrago não se limita para as questões políticas/ideológicas, econômicas, culturais, mas me refiro o estrago promovido na mentalidade de cada pessoa que vive nesse gigante continental nos últimos 30 anos iludido com a liberdade e a democracia prometida como um mantra para a sociedade que embarcou ingenuamente no discurso dos militantes e da turba criminosa que lutou durante 30 anos para implantar o socialismo via política e posteriormente pela luta armada.
No país onde os criminosos perderam a guerra, se assistiu uma revolução silenciosa através da cultura e da subversão através das ferramentas gramscianas e frankfurtianas desenvolvidas ainda no período do regime democrático militar e que se estendeu de forma lenta e gradual após a redemocratização, que hoje podemos afirmar que foi a terceira tentativa de tomada de poder pela esquerda e que até o momento não teve um efetivo combate para freá-la pela população que foi doutrinada, criada e hoje serve de massa de manobra para a concretização do projeto de poder socialista.
Tudo foi feito e continua sendo praticado para manter a sociedade alienada, dependente e sem saber praticar ou encontrar o rumo certo para desestabilizar e fazer uso de seu poder democrático conforme prevê o modelo de Estado Democrático.
Em 2013, a esquerda já sabia que o período de caos não estava distante, criou os movimentos de rua para lutar pelo Passe Livre que tal movimento foi engrossado por cidadãos desinformados e usados como massa de manobra e culminando com a entrada da tropa de choque juvenil (Black Blocs) configurando a monopolização das ruas pelas esquerdas. Tudo devidamente planejado e executado pela inteligência das esquerdas, banalizando a violência da ala radical e afirmando ser um movimento popular legitimo, o que é uma ficção.
O caos socialista chegou através das eleições e da decadência econômica e os cidadãos inconformados com o calote e com as mentiras e prejuízos promovidos pelo governo socialista tenta de alguma forma se organizar e utilizar o seu poder de cidadão...indo as ruas e pedindo impeachment. Mais uma mostra de desconhecimento da sociedade na análise da política e do cenário dominado e tomado pela esquerda ao logo dos últimos 30 anos com um aparelhamento incrivelmente bem organizado e deixando a sociedade amarrada no legalismo constitucional que não funciona para o cenário político vigente.
Por outro lado, uma parcela de cidadãos inconformados e indignados, porem de uma geração que não foi tão contaminada e doutrinada pelo projeto das esquerdas, se mobilizou e de alguma forma até o momento tenta de forma legal e coerente fazer a sua parte apoiando a Intervenção Constitucional, através da desmistificação das mentiras pregadas pela esquerda por 30 anos e pela doutrinação no sistema de ensino nacional.
Eis o cenário que nos encontramos agora...
A massa de pseudo legalistas defensores do Impeachment não conseguem observar que estão ajudando a esquerda vigente defendo esse processo infrutífero e que só contribui para a permanência da esquerda no poder, pelo simples fato de se manifestarem mostrando toda a contaminação que receberam pelo discurso da esquerda e dos traumas criados pela demonização do regime democrático militar pautado em mentiras que não procuram em momento algum realmente saber da verdade e sair da alienação. Acrescento a essa massa a estratégia desenvolvida e aplicada pela esquerda, que com quem defende o legalismo e tem um status intelectual se torna inquestionável, mesmo sendo desconstruído por provas e fatos.
Dentro do grupo denominado de Intervencionistas o problema pé ainda maior...desconhecimento, necessidade de entendimento do obvio legal e estratégico e um grupo de pessoas que pensam e praticam a mentalidade esquerdista tenta impor seus desejos e práticas como verdade absoluta, sem coerência e sem notarem que fazem exatamente o que a esquerda esperava que acontecesse. Desinformação, desorganização, conflitos baratos, desestimulo da sociedade no que mais importante, formar consciência política.
Qual a defesa desses pseudo lideres intervencionistas? O mesmo utilizado pela esquerda quando refutada e desconstruída...discurso politicamente correto…agressividade…culminando com o discurso vitimista. Agora fica claro o título desse artigo?
Realmente a deformação da mentalidade do brasileiro que sempre foi carente de uma identidade nacional, depois da doutrinação e da intervenção do pensamento socialista ficou mais deformada e mais complicada de se lidar com as pessoas nas relações sociais mais básicas, onde quem não tem conhecimento, não viveu a época em discussão se acha no direito de impor suas opiniões como verdade absoluta, caso contrário se sente humilhado, agredido e não assumindo estar praticando uma atitude do politicamente correto que a esquerda massificou por décadas dentro da sociedade.

Infelizmente a sociedade brasileira está difícil, mas era sabido e notório que a dificuldade do trabalho árduo e demorado de desdoutrinação mais cedo ou mais tarde teria que começar e estamos enfrentando mais uma realidade que pode atrasar a solução do problema nacional. O Socialismo!