Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Pomerânia...idioma extinto, mas vivo no Brasil!!!


A Antiga Pomerânia tinha como brasão a figura de um grifo de cor vermelha. Esta figura fantástica sempre é representada de perfil, sendo que a parte dianteira do corpo é de águia com asas abertas e a posterior, de leão. Por meio do corpo de leão, o grifo simboliza força. A mesma simbologia vale para a parte superior: como a águia enxerga bem, o grifo também significa vigilância.


A referência mais antiga ao grifo na história da Pomerânia data de 1194. Inicialmente, o grifo era usado com selo em documentos para comprovar autenticidade. Em forma de selo, o grifo mais antigo conservado aparece num documento com data de 29 de setembro de 1214. No decorrer dos séculos o desenho original do brasão sofreu algumas mudanças estilísticas. No entanto, todos os brasões são considerados representativos, sendo variantes do modelo mais antigo. Ao lado da bandeira, o brasão é um dos símbolos dos Pomeranos do mundo inteiro.
O pomerano (Pommersch, Pommerschplatt ou Pommeranisch) é uma variedade do baixo-alemão falada pelos pomeranos e descendentes em várias regiões do Brasil, especialmente nos estados meridionais e no estado do Espírito Santo.
O nome Pomerânia vem do eslavo po more, que significa Terra junto ao Mar.
Quase extinta na Pomerânia histórica, sendo praticamente falada apenas no Brasil, atualmente a língua pomerana já tem uma escrita, dada pelo linguista Ismael Tressmann, e nos municípios mais pomeranos do estado do Espírito Santo já existem aulas de língua pomerana, por meio do Programa de Educação Escolar Pomerana (PROEPO).
O pomerano é diferente do alemão-padrão, uma vez que ambas as línguas têm origens distintas. O pomerano assemelha-se mais ao holandês, vestfaliano e saxão antigo.