Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

diga a verdade....e o capeta te pega!


“Apodreça Alemanha”

“Racismo mata. Apodreça Alemanha!”

“Tudo de bom vem de cima”

“Terror, ódio e derrocada para a pátria alemã”
“Apodreça Alemanha”

“Por mais estupros das alemãs nativas”
“…ainda amando a morte do povo”
“Pelo extermínio da herança genética alemã”

“Nunca mais Alemanha!”
“Se (a Alemanha) tornou-se vítima de um “processo de embrutecimento” e não destaca o holocausto dentre outros eventos trágicos, desaparece então a obrigação moral da Alemanha a aceitar todos que procuram refúgio dentro de suas fronteiras.” (Deborah E. Lipstadt, Leugnen des Holocaust, Rio Verlag, Zürich 1994, pág. 260)
Segundo o Ministério do Interior, a Alemanha tem “uma obrigação histórica e humanitária em aceitar refugiados.” Esta obrigação histórica resulta da política do Terceiro Reich que provocou a fuga em massa de muitas pessoas dentro do domínio da Alemanha naquela época, e aqueles que não conseguiram fugir, foram alegadamente assassinados aos milhões – no suposto holocausto…
Desde o final dos anos 60 (1960), o povo alemão apresenta um colapso demográfico. A política não faz absolutamente nada, pois as medidas que seriam necessárias para evitar a extinção do povo, lembram supostamente algumas das medidas da política populacional do Terceiro Reich. E por que isso é ruim? Por causa do holocausto…
Se o curso atual continuar, durará apenas ainda duas ou três gerações para que os alemães desapareçam como povo.
Desde 2015, imigrantes chegam aos milhões na Alemanha com o claro objetivo de tomar, dominar e repovoar o país.
O povo alemão não tem o direito de se defender. Ele não tem o direito à autodeterminação que é concedida aos outros povos. O que sobrar dos alemães deve se integrar, desistir de si próprio, desaparecer. Eles devem isso ao mundo após o que eles fizeram em Auschwitz.
A eles é somente permitido se curvar, empreender, trabalhar, para que possam gerar os impostos que são revertidos pelo estado “alemão” à inundação de imigrantes oriunda do terceiro mundo. Os alemães são trabalhadores forçados em seu próprio país. Assim que os servos alemães saldarem suas dívidas, eles desaparecerão coletivamente. O povo alemão está sendo erradicado, exterminado. E muitos alemães ajudam voluntariamente nesta empreitada. Eles estão felizes a pagar penitência por Auschwitz: “Apodreça Alemanha!”
Se não acontecer um milagre (ou uma revolução), não haverá mais alemães em 100 anos. Contudo, em 100 anos ainda existirão ainda milhões de judeus e seus aliados sionistas que contarão a história, como os alemães exterminaram os judeus. Quem observar atentamente, reconhecerá, todavia, que a verdade é exatamente o contrário.
Por que então a existência do Revisionismo do holocausto?
Quantos judeus você matou?
Nenhum?
Se você é um alemão ou austríaco, essa desculpa de nada serve. Você tem sua parcela de culpa coletiva, responsabilidade coletiva, solidariedade coletiva. Você não conseguirá escapar deste círculo vicioso! Se você quiser continuar a ser alemão, que a Alemanha continue a existir, então você é um nazista, um futuro potencial guarda de uma câmara de gás!
E se você for da Ucrânia, Letônia, Estônia, Lituânia, Romênia, Bulgária, Finlândia, Eslováquia, Croácia, Eslovênia, França, Itália, Espanha, Bélgica, Holanda, Suécia, Noruega, Dinamarca, então muitos de seus parentes colaboraram com os nazistas. Então você também está envolvido! Todos os europeus! Todos os europeus estão no mesmo barco!
Se um índio quiser permanecer índio e cultivar sua cultura, isso é louvável. Se um turco quiser permanecer turco, então está tudo em ordem! Mas um alemão? Nazista!!!
Continue a pensar assim, o holocausto não te interessa – até o próximo imigrante muçulmano xingá-lo de nazista, ofendê-lo, incomodá-lo, roubá-lo, assaltá-lo, violentá-lo e assassiná-lo, e as mídias mentirosas se colocarem ao lado do imigrante e estamparem de nazista e perseguirem todos aqueles que protestam contra isso.
“Em 1945 eu nem tinha nascido!
Eu não devo porcaria nenhuma!”
Rugiu alto, leão!
Mas enquanto os poderosos verem outra coisa, você não apita nada!
Se houvesse eleições no próximo domingo, segundo uma pesquisa atual, 85% dos eleitores votariam nos partidos que há mais de 40 anos permanecem displicentes ou executam um programa político para a eliminação da Alemanha e extermínio do povo alemão: CDU-CSU-SPD-Linke-Grüne. Mas ao mesmo tempo, 90% dos alemães são contra o extermínio de seu próprio povo.
Primeira pergunta: quantos alemães podem pensar por si só?
Segunda pergunta: Um povo merece sobreviver, onde 85% das pessoas não pensam de forma independente e consequente?
Eu acho que não!
Portanto, comece a pensar, ou não reclame se ainda hoje seu filho for atacado, amanhã sua filha ser estuprada, depois um imigrante terá um lugar compulsório em sua casa, e finalmente até sua casa ser confiscada para acolher mais imigrantes.
Democracia é uma forma de governo, onde o povo tem o governo que elegeu.
Até agora o povo alemão sempre elegeu seu próprio carrasco. Está mais do que na hora de abandonar este costume suicida!
Germar Rudolf